A dor que levarei comigo!
Vera Jarude
 

Me dê sua mão, amiga!!
BellVil

A dor que levarei comigo é a dor mais dolorida...

Todas dores são doloridas minha mana e amiga,

por isso se chamam dores...
A dor de ter acreditado em tantas criaturas

que considerei e aprendi a amá-las,

como se reais fossem, neste mundo virtual.
Essa dor tem um remédio, amargo como fel,

que se chama desprezo, pense irmã, quem perdeu

não fomos nós, pois sabemos quem somos realmente,

e nunca usamos máscaras.
A dor que levarei comigo...
Dor de ter amado tantas criaturas

neste mundo que encontrei...!
Não leve nada disso te peço, pois nem eu a levarei,

o que nos machucou aqui machucará também

a quem tanto nos prejudicou.
A dor que levarei comigo, de ver tantos

que se dizem amar e na verdade
nem a si amam e muito menos são

verdadeiros com o próximo!
Pois veja, você mesma definiu,
deram aquilo que nem eles mesmos conhecem

e acredite, jamais conhecerão.
Cada um dá apenas o que têm,

e a esses só restará a triste solidão,

pois amigos de verdade, não conhecem e nunca terão!
A dor que levarei comigo nestes anos

de mundo virtual, talvez seja a maior de todas

as dores por ter sonhado e amado, que este poderia

ser um mundo onde os solitários e humanos buscavam

e pregavam tanto amor e, na verdade, em seus corações

a mim parece que era só no papel disputado,

concorrendo nem sei o quê.
Minha doce amiga, escreviam apenas por escrever,

se eram vazios e desconheciam o verdadeiro sentido

do que é o Amor e a Amizade, caíram no vazio,

palavras somente palavras, jogadas ao léu que transportaram para o papel e lá ficarão apenas,

até a tecla delete levar ao lixo,

elas assim como eles, desaparecerão.

Nada existe para disputar,

pobres infelizes que não enxergam o tamanho do sol,

que para todos nasceram e quiseram

para eles somente o seu calor.
A dor que levarei comigo é mais doida do

que no mundo real, onde cara a cara se olha

nos olhos e sente a verdade do próximo!
Não irmã, não creia em dupla personalidade,

quem aqui é, o mesmo seria no real, a dor seria até maior, pois teria rosto e não somente uma ilusão!
A dor que levarei comigo é tão doida,

pois aqui lidava com gente que eu
amava e acreditava ter Deus no coração,

sonhava amava e respeitava qualquer coração.
Não sinta dor pelo bem que praticou,

fizemos nossa parte, temos caráter,
confiamos, acreditamos e jamais usamos

o nome de nosso PAI DEUS, em vão!
A dor que levarei comigo é tão doida,

em ver tantas brigas e tantas picuinhas,

em disputas até de uma imagem, música, e outras coisas, tão sem importância, já que tudo se  deleta,

como se fossem só eles que criaram,

donos absolutos, mas do quê?!
Esses que se julgaram donos sozinhos de algo,

e criaram confusão foi para aparecerem tão somente, imagine como devem ser lá fora irmã,

devem negar ao pobre um pão, e a um irmão a sua mão,

a dor pensam que só eles sentem,

nem se importam se estão a ferir alguém ou não, desconhecem o que é ter um bom coração,

nada levaremos daqui, por que não ajudar ou repartir, na mente deles é mais salutar brigar,

quando no lixo, tudo vai parar!
A dor que levarei comigo dói tanto,
busco em Deus alguma forma para compreender

e não acho explicação, enquanto, tantos estão

morrendo sem ao menos saber o porquê?!
Fique tranqüila, DEUS a tudo vê,

ELE conhece a cada filho, pobre daqueles

que pensam que aqui, longe dos olhos DELE, estão!
A dor que levarei comigo, será tão mais doída,

por ter que só pedir perdão, por tanto irmãos que

se matam, interior e exteriormente,

com suas picuinhas, vaidades, egoísmo...!
Segure minha mão mana querida,

pois estarei contigo nessa caminhada,

e juntas a DEUS pediremos por eles piedade,

que os ilumine e que eles mesmos, um dia,

possam também pedir por tantos erros, tantas mesquinharias... o tão esquecido perdão!