Anjinha, eu ?¿
 
BellVil
 
Afeee...me produzi toda, parecia  até que ia concorrer ao Oscar

Quanto tempo no espelho,
nem me pergunte,
só sei que foram horas
em retoca daqui, retoca dali

Número de vezes em que alisei as meias,
 vira de lado, vira de costas,
 pobre espelho, não aguentava mais me olhar

Meus sapatos salto fino, reclamavam sem parar,
 eu sentia o desespero deles berrando...tire já seus pés daqui

Meu nariz já estava entupido do meu perfume,
 impregnado por toda a casa,
me faltando até o ar

Meu único pensamento era que tudo valia a pena, faltavam poucos minutos para o fatal encontro, chegar

Que sede eu sentia...beber água? nem pensar, vou ficar depois mais apertada, se tirar uma única peça, teria que tudo recomeçar

Já pensava até em voz alta,
putzzzzzz, jogo duro em sexy, nós mulheres, nos transformar

Olhava com cobiça para minhas tão amadas e confortáveis pantufas, caladinhas no canto do quarto a me olhar

Sou capaz até de jurar que vi meu baby doll na cama,
disfarçando para que eu não visse ele me zoar

Acho que estou pirando,
disse me fitando no infeliz espelho
já embaçado nessa altura e do que,
nem preciso aqui citar

Aweee telefone toca finalmente, momento tortura vai acabar para dar vez ao momento do prazer, falta agora só um pouquinho, para esse tão esperado encontro...acontecer

Atendo e a única coisa que lembro,
malditas palavras que minha mente não parava de reprisar

-Amor desculpe,
não será dessa vez,
 já estava aqui prontinho dentro do carro,
quando tocou meu celular

Minha mãe me ligou do aeroporto,
 veio sem ao menos me avisar, estou a caminho indo lá buscar, mas sabe minha anjinha...

Que mané anjinha o que,
bati o telefone e o estalo foi tão forte que torço aqui para que tão cedo,
 nada mais ele possa escutar !!
 
BellVil
 
 
" Um site para você....~ BellVil.net ~"