Transformação
BellVil
 
 
Preciso gritar tudo que em mim está abafado,
Que se faça eco até chegar a rouquidão.
Rasgar se preciso for a alma, para que ela renasça livre
e que seja de meu agrado.
Não escolhi as cores pintadas,
pincelaram sem minha autorização.
Quero o branco da Paz, o azul da Tranquilidade,
verde da Esperança, do Roxo soará meu brado.
Arrancarei com fúria se preciso for, marcas de mágoas
que ficaram em meu coração.
Não se pode mudar o mundo, sem antes mudarmos
o que em nós, está totalmente errado.
Sair das trevas, enfrentar de peito aberto essa nova performance, tal fênix feliz ressurgirei,
de minha total... Transformação!