Nunca mais
é muito tempo!
 BellVil
 
 
Como é possível falarmos nunca mais,
a nós mesmos?
Desilusões acontecem, o mal é que sempre esperamos  mais do que deveríamos.
Finais que não escolhemos, caminhos que por nossa vontade, jamais percorreríamos.
Mesmo que nunca mais seja tempo demais,
lá no fundo, disfarçada talvez,
a esperança repousa, ela sim, não desiste.
Calma e paciente, parece que sempre nos diz:
-Embora não creias mais em mim,
estarei sempre aqui, pois para mim...
Você existe!