Na ponta da lança!
BellVil
  
 

Ao professor, é dado o dom de ensinar.

Ao escritor, a arte de poetar e sabiamente, suas palavras, usar.

De que adianta escrever sobre a Paz, Etiquetas, Amor, se longe estão de os saberem, sequer usar?

Na ponta da lança, estão aqueles, que na

espreita, ficam somente para nos plagiar.

Não se transmite o desconhecido,

use-os consigo mesmo,

antes de a outros, querer passar!

Falam em Paz e estão a guerrear, escrevem sobre éticas,

e sabem que são justamente,

os que estão sequer, perto delas... chegar!

Escrevem sobre o Amor,

vãs palavras espalhadas,

porque se o conhecessem na essência,

não usariam para o mal,

em suas entrelinhas, espalhar!

Assim age o invejoso,

e não o verdadeiro escritor,

cujo dom legítimo é transmitir aquilo

que somente por ele é sentido!

Sentimentos não se roubam,

quem assim age,

está na sua própria ponta da lança,

onde um dia, nela própria,

irá fatalmente... se cravar!

Mire-se em si próprio,

antes de a alguém...

querer imitar!