Vago e Divago
 
 
BellVil
 
Confusa, ando sem destino
Procuro o rei do meu amor
As vezes, sinto que perdi até o tino
Onde está você, que não ouve meu clamor
Vago e divago sózinha, será esse, o meu destino?
Meu corpo estremece ao imaginar quem será dele, o dono e senhor
Meus lábios procuram um nome, para sussurrar pelo caminho
Venha logo, se apresente, se faça presente, e me devolva todo esse...
A
         m
  o
            r!